31 de jan de 2018

VISÃO À DISTÂNCIA

Questão 432 do Livro dos Espíritos

O sonâmbulo tem dois tipos de visão: uma à distância e outra onde o Espírito deixa o corpo, como no sono, e se transporta a diversos lugares. A visão do médium sonambúlico se dilata como se ele estivesse usando um telescópio de grande alcance. Quanto mais evoluído o Espírito, mais sua capacidade de visão se dilata, chegando a observar até a vida em outros mundos. No entanto, para alcançar outros mundos em Espírito, já é mais difícil, pois isso depende muito de evolução espiritual, que quase não se encontra na Terra. O mais comum é mesmo a visão à distância.
O cordão fluídico não comporta viagem extra-planetária, sem romper suas fibras. Já houve casos de assim acontecer. É o mesmo que viagem astral, que se torna um perigo para pessoas sem experiência nessa ciência espiritual, motivo pelo qual não aconselhamos o seu exercício a ninguém. A viagem consciente que devemos exercitar todos os dias é aquela à nossa própria intimidade, para conhecer e reconhecer nossos próprios erros e corrigi-los. É claro que no futuro a viagem astral consciente será comum a todos os seres, por já estarem preparados para tal evento, mas, por agora, estamos todos com raízes presas nas trevas e dívidas a serem seladas.
O que aconselhamos a todos os leitores é exercitarem a visão das suas faltas e eliminá-las; esse é o melhor trabalho para a sua felicidade. O movimento maior deve ser o da reforma do homem. Os dons da alma se dividem ao infinito, para depois se fundamentarem no amor, donde emana toda a ciência para todos os recursos do bem-estar do Espírito. Sejamos firmes no bem com Jesus, que Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida para toda a humanidade. Quem andar com Ele, nunca se arrependerá.
Não devemos, desejar o transe sonambúlico. Fiquemos com a faculdade que Deus despertou em nosso coração, usando-a para a felicidade de todos, que o tempo nos indicará o que devemos fazer a mais. Andemos sem pressa, mas não paremos de andar; pensemos sem desespero, mas não paremos de pensar nas coisas nobres; falemos sem tropeço, mas não paremos de falar quando necessário, porque nesse esforço permanente de melhorar, as mãos invisíveis nos ajudarão a conquistar grandes coisas, e convidar-nos-ão para outras ações enobrecidas, onde poderemos sentir a felicidade batendo em nossa porta, como luz de Deus nas trevas do mundo.
Procuremos ver à distância os valores da natureza e os benefícios recebidos. Sejamos gratos a Deus todos os dias, não só por palavras, mas pela vida que devemos levar em todos os minutos. A maior visão à distância é a de Deus, que vê tudo o que se passa na criação e ainda ajuda conscientemente a todos e a tudo que existe.
A alma, durante o sono, se transporta recolhendo aqui e ali conhecimentos indispensáveis à sua paz. Preparemo-nos para que esse conhecimento venha à tona para nos ajudar a conhecer melhor as leis espirituais, a vida e Deus.
Sonambulismo ainda é transe rudimentar. O verdadeiro estado da alma evoluída é consciente, passando a saber de tudo e aplicando todos os meios lícitos para ajudar e amar. A própria mediunidade transformar-se-á em intuição com o perpassar do tempo, sendo ela aprimorada, com toda a consciência do existir. É a verdade, na explosão da luz de Deus para a felicidade das criaturas que já conquistaram a paz da consciência imperturbável.


Livro: Filosofia Espírita – João Nunes Maia – Miramez - Todos os livros Espíritas como este vendidos em nossa loja terão o lucro repassado à Casa Espírita de Oração Amor e Luz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário